Rede Social Equilibrium

Quem Somos

A Rede Social Equilibrium é um projeto criado pela OSCIP Associação Aliança Luz. Foi idealizado para instalar um novo paradigma socioeconômico para a população, humanizando as relações de trocas de produtos e serviços e organizando coletivamente o espaço de convivência e de produção.​

​Fazer parte da Rede Social Isonômica Equilibrium, significa apoderar-se do destino do nosso planeta e da civilização humana.

​A organização Social Isonômica é hoje uma realidade possível e não podemos deixar as mazelas do capitalismo selvagem destruir o planeta e excluir milhões de pessoas de uma vida digna em abundância.

​​CONHECIMENTO EMANCIPADOR X REGULADOR

​O conhecimento deve ser emancipador e não alienante.  Pessoas devem ser Livres!​

Patentes, segredos industriais, obsolescência programada, instituições de ensino, política, religiões e corporações têm discursos de exclusão e de regulação.

Pessoas não precisam ser excluídas do trabalho ou não terem acesso à educação e formação. A tecnologia, que hoje está a serviço do lucro, pode ser usada a serviço das pessoas !

O Paradigma (modelo social) Equilibrium é uma proposta de Tradução e de Transição para um sistema socioeconômico mais isonômico e integrativo.

​Demanda e Consumo podem ser equilibrados por meio de organização dos recursos produtivos.

​O lucro será banido no futuro, pois atenta contra a dignidade da pessoa humana.

A exploração do homem pelo homem deve terminar !

​O Paradigma Equilibrium, visa motivar a transição de uma economia baseada na escassez para uma economia baseada em recursos.  ​​

​Para tanto são propostas as seguintes tecnologias e ações:

​​* Ecopolos e Ecocidades

Construir Espaços de Convivência Planejada Isonômicos e Inclusivos, aplicando-se Designe Social (Organização da sociedade para bem estar coletivo dos habitantes) .

​Os Ecopolos são necessários para atingir o primeiro nível de organização social isonômica em uma região. Os habitantes destes ecopolos tem segurança social, não dependem de assistencialismos paliativos que permitem o controle político dos Municípios (alimentos, água, energia, recursos públicos, etc.).

​O Ecocidadão tem em suas mãos a liberdade de Impor sua vontade diretamente por meio da Democracia Direta. Mantêm a estabilidade e o equilíbrio social por meio da aplicação do Modelo Econômico baseado em Recursos (pleno emprego, Economia de escala, Equilíbrio da relação demanda/consumo, decisões técnicas democráticas e não políticas especulativas.

* Educação e Ciência Transdisciplinares,  Livres e Independentes.

Desvincular a Educação e a Ciência dos interesses econômicos e da Institucionalização a serviço do Lucro, exclusão e escassez. Estabelecer modelos educativos descentralizados de livre progresso . Comissões de avaliação sem vínculos corporativos, avaliam os candidatos e certificam as profissões técnicas.​ Assim, mesmo quem estudou de forma auto-didática poderá licenciar-se para exercício de qualquer profissão (Ações posteriores no âmbito judicial e político para mudança da legislação a fim de possibilitar novos modelos de formação universitária e profissional serão intentadas).

​* Rede de Social Isonômica (Designe Social Isonômico)

​Permite a prática e o estabelecimento de mecanismos de produção e consumo,  dentro do modelo capitalista, como redes de economia solidária, compras coletivas, cooperativas, bancos sociais, bancos de utilidades, redes de aprendizagem, núcleos (micro-ecopolos) federados, tradução de necessidades, seguros coletivos, arranjos produtivos locais integrados,  entre outros benefícios.

​A Rede se baseia nos núcleos e nas ferramentas eletrônicas e na aplicação da Democracia Direta Ante Expertise (Democracia Direta Científica) para traduzir necessidades e promover ações coletivas integradas e a Economia Baseada em Recursos, para prover bens e serviços aos afiliados e populações dos ecopolos e ecocidades.

​Isso significa, para cada membro usuário desta rede, a possibilidade de interação social com maior diversidade e com inúmeras possibilidades. Desta forma, fortalecemos os indivíduos, enriquecemos as comunidades locais, fomentamos a economia solidária e praticamos uma outra interface de valor nas relações sociais, a ajuda, a troca e a oficialização do tempo investido de cada indivíduo, podendo garantir um retorno válido a todo esforço e produção.

​Inicialmente, implantamos o Banco de Tempo e, em seguida, atendendo a demanda da população e de parceiros, o Banco Social e sua moeda social.

​Feira de Trocas e Doações, Cooperativa Multinível, compras coletivas, compartilhamento de recursos e muito mais.

Para participar da Rede Social Equilibrium, o interessado deve escolher a plataforma que lhe interessa, sendo Pessoa Física ou Jurídica, e suas categorias e atividades correspondentes. Toda participação é voluntária e está sob os termos de acordo do paradigma ofertado, os quais podem ser consultados no ato do cadastro.

​Neste momento, os cadastros podem ser feitos no Banco de Tempo, Banco Social e Cooperativa. Futuramente, os cadastros dos usuários da Rede Equilibrium serão unificados em uma única plataforma, ou seja, na tela de acesso de cada membro será possível habilitar as diferentes combinações de relacionamento com o grupo, gerenciando tudo em um único local. Será possível verificar quantos créditos de tempo, moeda social, horas trabalhadas na Cooperativa, objetos para troca e serviços cooperados o membro possui em atividade e transação.​

​Para maiores informações, envie um e-mail para aliancaluz@aliancaluz.org​

Wagner A. AnnunciatoRede Social Equilibrium