Ecopolo Equilibrium Fase II

Estamos iniciando a segunda fase de nosso projeto e queremos convidá-lo(a) para ser um dos sócios.

Já foi adquirido um terreno de 400 mil metros quadrados em Piracaia – SP, numa área com muito verde e três lagos.

Estamos formando um grupo de 20 sócios para construção dos primeiros chalés e do clube de lazer.

O Parque Ecopolo é como uma microcidade, organizada, futuramente deverá ter escolas, mercados, serviços diversos, etc, onde você e sua família podem disfrutar de ótimas férias ou locar o chalé no período em que não estiver utilizando, sendo que a Equilibrium Real Services tomará conta de tudo para você, inclusive sem precisar pagar despesas de condomínio! Excelente hein ?

Estamos em processo de aprovação do empreendimento, por isso o pagamento é parcelado e facilitado com um cronograma de obras e desembolso bem acessível (consulte).

Escolha um dos nossos chalés ou solicite uma planta exclusiva:

COTA ALFA (até 40 m2) – Chalé pequeno para casais, solteiros ou famílias pequenas.

  • Taxa De Adesão: R$ 3.400,00(à vista);
  • Cota título de Associado: R$ 44.000,00 (em até 3x), aceita veículo ou terreno.
  • Custo Médio da Construção Civil: R$ 48.722,00 – (CUB de NOV/2020; R$ 1531,08 s/fundação), pode ser facilitado em até 90 parcelas ou por meio de financiamento (sujeito a juros de 1% a 6% a.a., dependendo das determinações da Cooperativa), sendo a parcela mínima de ½ salário mínimo com correção pelo IGP-M ou CUB a critério da administração.
  • Taxa Administrativa – Recolhido à partir do início das obras, que pode ser postergado pelo sócio, o pagamento pode ser feito em até 24 meses. A mensalidade da taxa administrativa corresponde a 15% do valor da obra (aprox. R$ 7.300,00) e é pago parceladamente, mensalmente segundo andamento da obra (mínimo de R$ 300,00/mês);
  • Não há taxa de manutenção até a entrega das chaves do chalé;
  • Cota Empreendedor R$ 15 mil (Facilitado em até 24 parcelas), convertido em cota ou ações na Empresa de Participação Comunitária (EPC). Este valor se destina previamente a edificação do clube social, parque aquático, piscinas, restaurantes, sauna, infraestrutura e áreas de lazer/turismo da pousada, incluindo, eventualmente os chalés de hospedes. As cotas ou as ações podem ser adquiridas ou vendidas separadamente, imediatamente após aquisição, porém, os não sócios não participam dos dividendos ou das assembleias das Empresas, porém; mantêm o direito de uso da infraestrutura do home clube pelos membros da família (ascendentes e descendentes do titular). Investimento total aproximado R$ 118,422. Entrada total de 47.400,00 em até 3x.

Mensalidades após entrada aprox. R$ 630,00 – Total 56.000,00 em 90x

Consulte os valores dos chalés de 02 e 03 dormitórios!

whatsapp: 11 94230-2043

Observações Importantes:

  • Os custos da construção civil podem variar segundo materiais e acabamento, sendo livre escolha do sócio entre as opções de oferecidas.
  • A Cooperativa pode manter as obras inativas (a critério dos sócios) até levantar os fundos mínimos para avançar cada fase (alicerce, alvenaria, piso, contra piso, revestimentos, laje, cobertura, elétrica e hidráulica, acabamentos, etc.
  • O Sócio poderá acompanhar as obras e verificar todos os custos da mão de obra, de forma que o seu chalé será construído de forma bem econômica.
  • A cooperativa tem profissionais experientes para administrar e realizar a obra, sem custos extras para o interessado.
  • O Sócio, Acionista-cotista que mantiver as ações, deverá participar no curso de empreendedorismo colaborativo a fim de entender o contrato social da S/A (consultar) e inteirar-se dos propósitos.
  • A Cooperativa não contrata mão de obra CLT, salvo necessidade específica, de forma que não há passivos trabalhistas.
  • O preço da cota-título inclui o custo do terreno, projetos e aprovação do empreendimento.
  • O investimento total do projeto não inclui o projeto arquitetônico personalizado, pavimentação das vias, ligações individuais de água, luz e esgoto, projeto de escoamento pluvial, lagos extras, portaria, central de serviços, prédios administrativos, etc.
  • A Cooperativa não tem fins de lucro, portanto é um projeto de participação voluntária, com custos menores e maiores prazos de realização, porém com metas bem definidas e propostas bem organizadas.
  • A cobrança de qualquer valor só será realizada após a formação do grupo de beneficiários com no mínimo 10 sócios.
  • O Sócio, poderá locar o chalé por meio da administração recebendo percentual de 30% sobre a diária.
  • Quando disponibilizar o chalé para locação por pelo menos 11 meses, será dispensado da mensalidade de manutenção.
  • A Taxa de manutenção e de uso do Clube, para até 4 pessoas é de meio salário mínimo mensal (após chaves);
  • O Associado se obriga a seguir as regras do clube e do regulamento interno (ler regimento antes de adquirir)
  • O Sócio Beneficiário não pode participar das assembleias da Cooperativa salvo se cumprir os pré-requisitos, fizer os cursos e aprovar na prova de proficiência.
  • A escolha das unidades privativas dá-se exclusivamente por ordem de inscrição.
  • Inscreva-se aqui; cooperativaequilibrium@gmail.com
Imagem Ilustrativa (chalés, e disposição das atrações não se aplicam)

O clube contará inicialmente com uma piscina adulta, uma piscina infantil com brinquedos, uma sauna, vestiários, lanchonete, campo de futsal, quiosques e churrasqueiras.

Futuramente se implantarão serviços de lavanderia, restaurantes, águas termais, “fazendinha”, supermercado, creche, farmácia, lojas diversas, centro de negócios, etc.

Quero participar e reservar minha vaga:

Eleja o chalé de 1, 2 ou 3 dormitórios
CEP sem o travessão

[2] custo com a administração de obra no valor de 15% – A variação deste percentual é possível devido a escolhas especiais do cliente.

DO DIREITO À VERDADE

Que tal ter um chalé em em Clube de Lazer ?
Estamos Formando um novo grupo de sócios!
Visite nosso site:
http://equilibrium.org.br/guia/2020/12/20/ecopolo-fase-ii-2/(opens in a new tab)

 DO DIREITO à VERDADE

Edição 002 de Dezembro de 2020

Boletim informativo com as principais informações e recomendações para uma vida mais verdadeira e justa.

Autoria : Enrick Toledo (contato: enric@aliancaluz.org )

Atenção: O texto contém a pronúncia de certos termos entre parêntesis, para facilitar a conversão deste em áudio pela voz sintetizada.

O texto passou por revisão rápida, podendo conter erros diversos, que porém me desculpo por não ter tempo para melhor elaborar.

Caso tenha sugestões de pauta ou queira enviar artigos, favor usar o e-mail

nexuschannelbrasil@gmail.com

Para dúvidas jurídicas ou se precisar de serviços advocatícios, conte conosco!

Toledo Advocacia

    

enric@aliancaluz.org

enric@adv.oabsp.org.br

Whatsapp : (11) 942302043

– Somos contra a coerção das vacinas, contra o experimento científico, contra medidas restritivas e contra a tirania, não se vacine contra sua vontade!

ECOPOLO PARK HOME CLUBE EQUILIBRIUM

                                                          

Estamos lançando a Fase II do Home Club Equilibrium

Chalés de 01,2 ou 3 dormitórios em um clube de lazer em Piracaia -SP

Informações Whats app: 11 94230-2043

Tel: 11 43414574

“Há tempos venho repetindo, como uma espécie de mantra: – o crime sem castigo leva ao castigo sem crime. Uma das bem-aventuranças do Sermão da Montanha diz respeito à justiça: “Bem-aventurados aqueles que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.” (Mt 5, 6) Isso significa que a justiça é um anseio que habita o coração do homem. Obrigar o homem a viver sem justiça é como tentar fazê-lo viver sem coração.” – Livro ‘Inquérito do Fim do Mundo’ por Cláudia R. de Morais Piovezan.

Sumário

MAIS MENTIRAS APARECENDO.. 4

Mais Um Passo em Direção a Tirania Científica. 5

O SISTEMA A SERVIÇO DO ESTADO OCULTO.. 6

DAS CARTAS MARCADAS. 11

MAIS MENTIRAS APARECENDO

Parece que a infeção causada pelas bactérias de pneumonia, que vivem no trato respiratório superior humano,  se aproveitam da debilidade do sistema imunológico podendo causar a morte após a infecção do covid.

Sabia o leitor que o uso de mascaras potencializa o número destas bactérias nos nossos pulmões?  

Vejamos, no próprio site do Instituto Nacional de Saúde do Governo dos EUA, é isso que consta, alertando inclusive para pandemias com efeitos semelhantes no futuro, isso em 2008.

O Dr. Fauci, inclusive, em um vídeo, alerta que o próximo governo (na época o de Donald Trump) iria enfrentar um desafio único ao tratar do assunto pandemias. Este cidadão deveria ser profeta e não infectologista!

Tradução de parte do Artigo original:

Pneumonia bacteriana causou a maioria das mortes na pandemia de gripe de 1918 – Implicações para o planejamento futuro de pandemia.

A maioria das mortes durante a pandemia de gripe de 1918-1919 não foi causada pelo vírus da gripe agindo sozinho, relatam pesquisadores do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID), parte do National Institutes of Health. Em vez disso, a maioria das vítimas sucumbiu à pneumonia bacteriana após a infecção pelo vírus da gripe. A pneumonia foi causada quando bactérias que normalmente habitam o nariz e a garganta invadiram os pulmões ao longo de uma via criada quando o vírus destruiu as células que revestem os brônquios e os pulmões.

Uma futura pandemia de influenza pode se desenrolar de maneira semelhante, dizem os autores do NIAID, cujo artigo na edição de 1º de outubro do The Journal of Infectious Diseases já está disponível online. Portanto, concluem os autores, as preparações abrangentes para a pandemia devem incluir não apenas esforços para produzir vacinas contra influenza e medicamentos antivirais novos ou aprimorados, mas também disposições para estocar antibióticos e vacinas bacterianas.

O trabalho apresenta linhas de evidência complementares nos campos da patologia e da história da medicina para apoiar essa conclusão. “O peso das evidências que examinamos nas análises históricas e modernas da pandemia de influenza de 1918 favorece um cenário em que o dano viral seguido de pneumonia bacteriana levou à grande maioria das mortes”, disse o co-autor do NIAID, diretor Anthony S. Fauci, MD “Em essência, o vírus deu o primeiro golpe, enquanto a bactéria deu o golpe final.”

Veja só o Doutor Fauci, o director do “National Institute of Allergy and Infectious Diseases” desde 1984, e que já teve alguns desentendimentos com o presidente Trump, e ainda preside os trabalhos de combate ao covid nos USA.

Nota-se que o seu discurso mudou completamente, além do que. ele sabedor deste fato e se mantêm calado, e não orienta as terapias que deveriam ser implementadas previamente aos tratamentos mais invasivos e perigosos.

Usar mascaras pode ser mais perigoso do que não a utilizar.

Este é apenas um dos inúmeros ataques de desinformação contra a humanidade, para seguir com um plano sórdido de vacinar toda a população do planeta e resetar a economia.

Mais Um Passo em Direção à Tirania Científica

Se me perguntarem se sou a favor da tirania científica, eu não pestanejaria em responder um rotundo SIM!

Ocorre que é preciso que se entenda que a VERDADE é uma só, com várias perspectivas.

Além deste fato, quando tratamos de viver em sociedade por meio de um contrato social fundamental, como são as constituições, é preciso estar atendo para a questão fundamental de manter a CIÊNCIA independente.

E este, é exatamente o problema das democracias representativas, ou poderíamos dizer da “tirania dos eleitos”.

No segundo posterior ao seu voto na urna eletrônica, você transferiu todo o seu suposto poder político, para uma terceira pessoa, que tratará em seguida de fazer tudo aquilo que lhe for permitido dentro do sistema. – Atenção; eu disse sistema e não legislação.

Como não vivemos num sistema perfeito, e a interpretação da lei varia segundo o leitor, além dos caminhos obscuros de controle e poder dado ao estágio evolutivo humano, não podemos controlar totalmente os atos dos governantes e legisladores.

É inerente ao sistema uma facilitação para que criminosos possam prosperar e serem subornados para seguir agendas igualmente obscuras, ditadas pelas corporações e elites econômicas.

Estou sendo genérico, mas existem excelentes livros e documentários que demonstram cabalmente esta assertiva, eis que hoje, as corporações americanas estão autorizadas por lei a doar aos partidos qualquer volume em dinheiro.

Assim, quem escolhe qual a “ciência” é  oficial, é um ser humano corruptível, que defende seus próprios interesses, além de estar protegido, até mesmo de suas próprias decisões e atos,  por sua posição no governo.

Ou seja; é o poder[1] de dizer quem está dizendo a verdade e quem está mentindo.

Ou seja, sem uma agência totalmente independente com verbas públicas já pré-definidas no orçamento do país, com cargos de acesso exclusivamente por meio de concursos públicos, é que se poderia assegurar a isenção dos órgãos encarregados de aproximar-nos da verdade materialmente alcançável.

O SISTEMA A SERVIÇO DO ESTADO OCULTO

Me pergunto porque tanta ênfase em obrigar a população a vacinar-se, mesmo sobre orientação dos fabricantes de vacinas, de que certos grupos não devem se vacinar, pelos riscos que a vacina pode ocasionar em sua saúde.

Supostamente não se trata do interesse dos políticos governantes sobre nossa saúde, nunca se preocuparam de verdade com estas questões, (lembre-se do descaso no saneamento básico, combate a dengue, mal nutrição, etc.) estou certo de que se a população não estivesse tão desconfiada desta fakedemia, e confiasse na palavra destes criminosos, não seria preciso obrigar ninguém a ser vítima de uma mentira!

Não sabemos qual o plano final, porém a redução populacional deve estar entre as prioridades e, continuamos a considerar que a nova variação do covid, pode ser potencializada pelos anticorpos já produzidos pela vacina, levando a uma hiper reação inflamatória (mecanismo de defesa do corpo).

Estes alertas são de alguns médicos e valem a pena serem avaliados.

Hoje, 17 de dezembro de 2020 o STF, aprovou que os Estados e Municípios possam obrigar a população a vacinar-se por meio de medidas coercitivas indiretas, como proibir viagens, cortar benefícios, etc.

Ocorre que os Ministros, não são cientistas da área médica e sequer fizeram distinção entre quais são os critérios para que uma vacina seja considerada segura e além disso, a mera aprovação da ANVISA, não pode ser a única referência científica para determinar se a vacina é segura.

Assim, apesar de que em vista do princípio do interesse público na saúde da população, em certa medida, suplanta os direitos individuais, há que se ponderar, que em última instância, a vacina, que foi produzida apressadamente, e que não foi testada em larga escala, e cujos efeitos não estão comprovados, é, na verdade, um experimento científico, que fere a convenção de Nuremberg e a própria Constituição Brasileira.

Ou seja, apesar da precipitada decisão do STF, que hoje também atua como órgão legislativo e regulatório, ao arrepio da divisão dos poderes do Estado, este decisório não engloba a violação do direito a integridade física ou mesmo ao direito individual de submeter-se a uma experimentação científica de efeitos incertos, especialmente tratando-se das vacinas RNA, cuja tecnologia é tão inovadora que poucos médicos estão familiarizados com ela.

Assim, é possível a qualquer pessoa, ingressar com um Habeas Corpus ou Mandado de Segurança, para evitar que ele, sua família e seus filhos sejam obrigados ou coagidos indiretamente a vacinar-se, ou ser participante involuntário no Experimento.

Estou trabalhando em um modelo de Habeas Corpus/Mandado de Segurança, para aqueles que não querem ser vítimas deste experimento que viola a constituição, o Código de Nuremberg, e os princípios éticos para as pesquisas médicas em seres humanos, adotado pela 18ª Assembleia Médica Mundial  Helsinque, Finlândia em junho do 1964, poderão contatar-me no momento em que precisarem se defender deste crime contra a humanidade.

Não posso dizer que nunca esperei chegar neste ponto, porém, é bastante chocante quando toda a fúria destes criminosos chega com força, e grande parte da população, aceita tal absurdo desumano, no mesmo mecanismo de controle que não viola nosso livre arbítrio mas faz com que a população peça para que as medidas pretendidas pela cabal, sejam implantadas.

Problema = Uma pandemia fabricada!

Reação = Queremos que o governo atue e nos salve!

Solução = Lockdown, fechamento de comércios, isolamento, mordaça, renda mínima e finalmente uma vacina experimental feita às pressas e outra totalmente temerosa, chamada de “prodígio da ciência” pela Rede Bobo!

Sem discussão pública, sem informação detalhada, sem qualquer distinção entre as vacinas oferecidas, tudo ocorre num circo eletrônico, em que a vida real se resume a difundir o pânico, ficar amedrontado, confiar cegamente na mídia e no governo, abaixar a cabeça, sem fazer manifestações públicas, sem questionamentos, sem raciocinar, sem analisar as estatísticas verdadeiras disponíveis online.

A proposta atual é tirânica e assemelha-se à adotada pela Alemanha nazista, quando os médicos de Hitler, submeteram a população de outras nações, a perversos experimentos científicos           .

                Trago o primeiro item do código de Nuremberg, que foi resultado do julgamento em 9 de dezembro de 1946, de vinte e três pessoas – vinte das quais, médicos – que foram consideradas criminosas de guerra, pelos brutais experimentos realizados em seres humanos durante a segunda guerra mundial.

“1. O consentimento voluntário do ser humano é absolutamente essencial. Isso significa que as pessoas que serão submetidas ao experimento devem ser legalmente capazes de dar consentimento; essas pessoas devem exercer o livre direito de escolha sem qualquer intervenção de elementos de força, fraude, mentira, coação, astúcia ou outra forma de restrição posterior; devem ter conhecimento suficiente do assunto em estudo para tomarem uma decisão. Esse último aspecto exige que sejam explicados às pessoas a natureza, a duração e o propósito do experimento; os métodos segundo os quais será conduzido; as inconveniências e os riscos esperados; os efeitos sobre a saúde ou sobre a pessoa do participante, que eventualmente possam ocorrer, devido à sua participação no experimento. O dever e a responsabilidade de garantir a qualidade do consentimento repousam sobre o pesquisador que inicia ou dirige um experimento ou se compromete nele. São deveres e responsabilidades pessoais que não podem ser delegados a outrem impunemente.”

Agora, é preciso definir “experimento”, pois se adotamos uma prerrogativa científica para “obrigar” a uma pessoa a submeter-se a um ato contra sua vontade, devemos estabelecer pela própria ciência o que é um “experimento científico” além de toda a metodologia que será empregada para assegurar as vítimas de seus experimentos a segurança necessária, se é que é possível neste caso.

O que se faz, juridicamente falando, é buscar avaliar o risco da vacina contra o benefício que ela possa proporcionar, isso, independentemente de que você possa ser parte da minoria da população  que pode sofrer reações secundárias graves, ou mesmo vir à óbito, por conta da vacina.

Assim, podemos concluir que os Doutos Senhores Ministros(as), avocaram para si o direito de expor parte da população a uma pena de morte?

De fato, poder-se-ia fazer-se esta presunção, se o órgão estivesse lastreando suas decisões em abstrações sem fundo.

Porém trata-se de órgão jurisdicional, não podendo ser responsabilizado por decisões que em última instancia podem ser políticas.

Assim, ante a inexistência de debates públicos sobre o assunto, além do fato de que muitas pessoas que ignoram completamente seus direitos humanos básicos e os riscos das vacinas RNA, e outras ainda em fase experimental, pode se supor que muitos serão vítimas de sua própria ignorância.

A ciência deve prevalecer, de forma que se os poderes políticos e econômicos tentarem se sobrepor a ciência, devemos reagir de forma inteligente, com recursos jurídicos adequados para discutir a questão dentro do âmbito correto.

Porém, numa leitura contextualizada, a decisão se orienta corretamente pela interpretação da lei e do sopesamento de valores constitucionais.

O que pesa na decisão é que, a “Ciência”, em tese, estaria correta e seria considerada como verdade, porém, no Brasil e no mundo, a ciência está politizada e direcionada por interesses econômicos, e, portanto, há relativização do que seria verdade, neste caso.

Apesar de saber-se que há riscos graves para a vida, aceita-se um índice mínimo de mortes e efeitos colaterais graves, como “normais”.

Ocorre que a vida de uma pessoa não pode ser relativizada, mas em certa medida o é pela lei, entendido como risco aceitável, pois o ato coletivo, resultará no salvamento de mais pessoas.

Do meu ponto de vista, com relação a vacinas experimentais, os pais têm o direito e o dever de proteger a vida de meus filhos, ainda que, para tanto, faça escolhas com base em seu grau de conhecimento, sendo inadmitido, que o faça por questões de foro intimo ou abstrações religiosas ou filosóficas.

O grau de conhecimento deve ser aferido por meio de esclarecimento, informações de profissionais e publicações científicas, de forma que, sendo os riscos oferecidos pela vacina, imprevisíveis ou maiores que a perspectiva de benefícios, não se poderá admitir.

A criança não espera que decidam suas chances de vida por meio de mera abstração de consciência!

Porém, ante a situação em que o número de mortes de crianças[2] é insignificante[3] ou mesmo inexistente pela Covid,o risco de segurança não vale a pena, racionalmente falando.

Assim, se a lei, a política e a “ciência oficial”, se opõem à verdade, à lógica e ao método científico, então, a desobediência civil é necessária e incluso é um dever de todo cidadão.  

Do ponto de vista de um órgão que não faz aprofundamentos de matérias, que não são de sua competência, pode-se dizer que na prática, o STJ não faz parte de um sistema político de decisões, o que é bem questionável na prática, porém, é um órgão com finalidade exclusivamente de análise da legalidade e não da prática do ato que pode vir a sem criminalizado, se outras pessoas ou órgãos fraudam ou omitem informações, o que parece ser o caso.

Os tribunais superiores, atuam apenas como elemento acessório do sistema político e social, pois, posteriormente, a interpretação da decisão pode ser fraudada por vários meios, inclusive, corrompendo membros diretivos das agências públicas, para manipular informações e dados, que sob a égide de “ciência oficial”, máscara a verdade ou, eventualmente, não diz toda a verdade.

Assim mesmo, as eventuais mortes decorrentes de vacinas ou doenças autoimunes, reações alérgicas permanentes ou momentâneas, podem ser escusadas por meio de um parecer lacunoso e cheio de subterfúgios técnicos, que na pratica diz “ok, a vacina é boa, mas podem haver reações adversas em percentual “amplo” dos casos, etc., de forma que, a base do questionamento, não está na adoção de medidas restritivas de direitos contra aqueles que se recusarem a tomar a vacina, mas na qualidade da análise das agências reguladoras e as evidências, estudos e pareceres científicos.

Assim, a nuance do decisório, é que, ele funda sua decisão na premissa de uma ciência isenta, entendida como verdadeira e honesta.

Neste ponto é onde devemos avaliar se somos vítimas de uma experiência científica, ou se beneficiários da ciência lastreada em fatos Científicos.

Portanto quem é o verdadeiro responsável por atestar a segurança, são as agências do Estado, responsáveis pela avaliação da segurança e efetividade da vacina.

Porém como sabemos, no Brasil, os critérios desta avaliação podem não ser os mais rigorosos, além do fato de que estas agências estão politizadas e são facilmente corrompidas levando a suspeitar-se que a avaliação poderá ser feita de forma apressada, em estado de emergência, o que isentará de responsabilidade os ocupantes, indicados dos cargos diretivos, que firmarem tal declaração de conformidade e segurança.

Ou seja, ainda assim, cabe avaliar se na declaração da ANVISA, há base científica suficiente para a certificação de segurança, ou se, pelo contrário; haverá várias isenções de responsabilidade com desgraves tais como, “…podendo apresentar efeitos graves em alguns casos…”, etc.

Pois, se não houver menção a estas incertezas, o estudo e a autorização certamente carecerão de base científica suficiente para embasar o decisório, pois de fato, não houve tempo hábil para comprovadamente atestar a segurança de nenhuma das vacinas, o que, de certa forma, determinará a decisão política como a que prevalecerá.

Os políticos, agindo no nosso melhor interesse, vão tomar a decisão por nós!  Quem acredita nessa balela?

Eles agora, são os “donos da verdade”, dominadores da narrativa oficial, que repetida mil vezes na mídia serviçal das corporações e da “big-farma”, se tornará nossa pós-verdade !

Assim, com todos estes precedentes, e supondo que o Brasil ainda seja uma República Democrática de Direito, e não uma Ditadura corporativa a serviço da Cabal, há sim formas de não se submeter a vacinação.

Atenção, não somos contra as vacinas, pelo contrário, apoiamos a obrigatoriedade de vacinas como sarampo, poliomielite, entre outras que tem salvado vidas e garantindo a saúde de muitas crianças.

O que se questiona é a segurança a longo prazo de vacinas, ainda em fase de testes, elaborada há apenas poucos meses.

Buscamos nas vacinas; a certeza da insignificância estatística de reações graves, a inexistência de risco para a aquisição de doenças autoimunes, a inexistência de contaminações por outros patógenos, metais pesados e outras substâncias tóxicas[4], que podem ser encontradas em algumas vacinas, especialmente aquelas contra vírus da gripe em geral.

Atualmente o composto de mercúrio utilizado nas vacinas foi trocado, porém ainda há certa toxidade mínima e outros efeitos específicos que precisam ser sopesados, nas notas de rodapé, abaixo, colamos um trecho do documento elaborado pela OMS, que trata destes temas, apesar de não serem absolutamente conclusivos, não são tão preocupantes (se preciso traduza no google).

Assim mesmo, as vacinas RNA são absolutamente desconhecidas pela população, que não foi informada devidamente sobre seu funcionamento e meios de atuação dentro das células humanas, verdadeira terapia genética que absolutamente não foi testada e que pode oferecer riscos a longo prazo, de forma que, não se justifica o risco, ante a baixíssima taxa de mortalidade apresentada pelo Covid-19.

Assim mesmo, as vacinas RNA, estão sendo oferecidas dentro das mesmas condições que as tradicionais, o que nos causa estranhamento total, além do fato de que o sistema de saúde deverá ter um rigoroso controle de qual vacina foi aplicada à cada pessoa, pois há o risco , agravado pelo fato de estarmos no Brasil, de que o indivíduo, seja vacinado com a segunda dose (exigidas pela maioria dos laboratórios da Big-Farma) com uma vacina distinta da que já havia sido administrada,  inclusive podendo ser de marcas e de tecnologias totalmente diferentes.

Ou seja, querem obrigar a população a vacinar-se, mesmo sabendo-se que supostamente a vacina seria efetiva e protegeria quem foi vacinado de contaminar-se por pessoa que não o foi.

Estou absolutamente consternado, profundamente chocado pela invasão da Tirania Médica, imposta pela Organização Mundial da Saúde, filha dos Rockfellers (Roqui felhers), a serviço da Nova Ordem Mundial.

Um bom debate pode ser visto aqui no canal do Prof. Ricardo Felício:

DAS CARTAS MARCADAS

Recentemente um documento vazado do partido liberal Canadense e delineia com precisão os fatos que estavam para ocorrer.

 Randy Hillier[5], fez vários questionamentos ao primeiro ministro Canadense sobre a construção de centros de internação por todo o Canadá.

Recentemente identificada e já começa a ser alardeado como mais mortal, uma nova variação do vírus apareceu e começa a ser alardeada.

https://www.bbc.com/news/health-55308211 – consultado em 17 de Dezembro de 2020

O parlamento da Inglaterra já começou o terrorismo:

https://www.theguardian.com/world/video/2020/dec/14/new-variant-of-coronavirus-identified-in-uk-matt-hancock-says-video

Neste vídeo (link acima) o Secretário da Saúde, Mark Hancock, da Inglaterra avisa que encontraram uma nova variante, que está se espalhando pelo sul da Inglaterra com 1000 casos identificados e números estão se ampliando, inclusive em outros países.

Não há indicação que não responda a nova vacina, e que todos são responsáveis para evitar a propagação desse novo vírus.

Ou seja, a previsão de que haveria o novo Covid-21, conforme o documento vazado que chegou as mãos do Dr. Rashid Buttar, parece bem acertada.

Rapidamente, este documento foi desconsiderado pela mídia subserviente.

O Arcebispo Carlo Maria Viganò de Ulpiana, escreveu[6] em 25 de outubro de 2020, para o presidente Trump, alertando-o do plano da Cabal, de onde extraímos um trecho:

“[…]Um plano global chamado “Grande Reset” está em andamento. Seu arquiteto é uma elite global que quer subjugar toda a humanidade, impondo medidas coercitivas com o qual limitar drasticamente as liberdades individuais e de todo populações. Em várias nações este plano já foi aprovado e financiado; em outros, ainda está em um estágio inicial. Atrás dos líderes mundiais que são os cúmplices e executores deste projeto infernal, há personagens inescrupulosos que financiam o Fórum e Evento Econômico Mundial 201, promovendo sua agenda.[…]”

Estamos vivenciando um momento derradeiro na história humana.

Aceitar as arbitrariedades do governo oculto é o caminho para perda de nossa liberdade e humanidade.

Retirar material da internet ou censurar declarações que expressam opinião diferente da narrativa oficial ou trazem conteúdo divergente, daquela que interessa para o “establishment”, é a mesma coisa que queimar um livro.

Pessoas devem fazer perguntas e a primeira é :

Por que este ou aquele conteúdo foi tirado da rede ?

Ou seja, somente um discurso é válido, somente o discurso dos governantes é aceitável!

O sistema político e social chinês não está totalmente afastado de nossas realidades, basta que percamos o poder de reagir. A população seja desarmada, as forças militares integradas em um comando global e enfim; que nossos vizinhos sejam transformados em informantes e denunciem que não estamos usando máscaras, ou que não tomamos as “vacinas”.

Vale a pena assistir ao filme “EQUILIBRIUM” um vislumbre desta sociedade alienada, mantida sob controle por meio de drogas, medo, desinformação, supressão da cultura e tirania “em nome do bem comum”.

É o lixo de sociedade que estamos nos tornando. Sem espiritualidade, sem racionamentos analíticos, vítimas do medo, atribuindo a culpa aos vizinhos, tudo que a NOM, precisa para nos controlar e submeter.

Serão anos ou décadas, mas cada dia perdemos mais e mais da nossa humanidade. Nossos filhos e netos pagarão o preço de nossa omissão!

As demandas são claras e objetivas, mas nosso medo nos impede de agir.

Até quando os comerciantes irão se manter submissos?

Será que, até o ponto em que a dignidade seja mais importante que a vida ?

Ou quando a vida for tão desprezível que deixe de importar, viver ou morrer ?

 Somos todos espíritos, por isso nos cumpre enfrentar o medo, saber que não há morte da nossa consciência, mas renovação de oportunidades, de promoção do bem, liberdade e emancipação em todos os âmbitos!

Recusar a hipocrisia e promover a fraternidade é nosso dever!

Cada um de nós deve fazer esta transformação interior, enfrentando nossa própria falta de solidariedade, nosso egoísmo e perceber a necessidade de sair da zona de conforto e fazer a opção de contribuir com todos os nossos semelhantes num projeto social coletivo de transformação, verdade e amor.

Precisamos parar de jogar o jogo “democracia representativa” para jogar o jogo “isonomia social”!

Partidos, estruturas sociais, capitalismo, instituições, tudo deve ser transformado, a fim de evitar o que estamos vivenciando hoje; uma elite preocupada com as transformações do meio ambiente que os vai prejudicar sobremaneira, até mesmo impedindo a vida na Terra.

Porém há outras formas de fazer a necessária depopulação do planeta, sem que haja necessidade de tantas mortes, mas isso requer o compromisso e a disposição de todos.

Um governo único é fundamental, porém não o governo que a Cabal busca, não o que a NOM está implantando.

Esteja atento, pesquise e se informe, este é o melhor caminho para uma sociedade emancipada.

Apoie e divulgue o trabalho de médicos, cientistas, jornalistas e pensadores, cujo discurso apoie a verdade e o bem.

Bons canais de vídeo que costumam checar as informações:

https://www.youtube.com/channel/UC3EuCLXK_BDz09zA55HzuTg – Daniel D’andrea

https://www.youtube.com/results?search_query=ricardo+fel%C3%ADcio  Prof. Ricardo Felício

CONCLUSÕES

  • Não dá para confiar no que diz o Dr. Fauci
  • Há certa pressão para forçar a população a tomar a vacina
  • Não houve discussão ou informação sobre as vacinas RNA
  • Há início de processos de censura das opiniões profissionais de outros médicos (Dr. Alessandro Loiola), ou das narrativas de outras narrativas, nas plataformas youtube, facebook e tweeter, entre outras mídias mantidas pelas grandes corporações, obrigando aos defensores de outra ideias migrar para plataformas alternativas (Brighteon, Sparkle, etc.)
  • Os tratamentos com antibióticos previamente à internação pode sim ser uma terapia eficiente, ante a comprovação que bactérias se aproveitam da debilidade causada pelo vírus.

PS – Hoje, 19/12/2020, pouco antes de lançar este boletim, a mídia informou da nova variante do covid-19, será que chamarão de Covid21 ?

Por favor compartilhe este boletim com todos que puder.

                                                                              Brasil, 2020

nexuschannelbrasil@gmail.com

www.youtube.com/nexuschannelbrasil


[1] Presidente da Anvisa diz que agência não sofre interferência …www.poder360.com.br › brasil › presidente-da-anvisa-… 22 de out. de 2020 — Ele afirmou que o presidente Jair Bolsonaro, que o indicou para o cargo de diretor da agência, não influencia nas decisões da autarquia.

[2] https://veja.abril.com.br/saude/mortes-por-covid-19-em-criancas-sao-muito-raras-confirma-estudo/

[3] https://setorsaude.com.br/os-riscos-do-novo-coronavirus-perfil-dos-obitos-por-faixa-etaria/

[4]   In the case of HPV vaccine, there is strong evidence against an elevated risk of Guillain-Barre syndrome(GBS)[Andrews 2017, Gee 2017], central demyelinating disease [Sutton 2008], and multiple sclerosis [Scheller 2015].Current evidence does suggest a small elevated risk of GBS after influenza vaccination although these data are limited, and the risk is nevertheless considerably lower than after natural influenza infection [Haber 2004].  There is also some evidence of a causal relationship between narcolepsy and one adjuvanted H1N1 vaccine among school aged children who had a genetic predisposition, in the 2009/2010 influenza pandemic, although natural viral infection is postulated to have played a role in this observation as a vaccine-enhanced viral immunopathology rather than a vaccine-induced autoimmune event [Feltelius 2015; Trogstad2017; Van Effelterre 2016]- Acessado em 19/12/2020 – https://www.who.int/vaccine_safety/GACVSsymposiumTrack1-Safety-issues-reviewed-during-early21st-century.pdf?ua=1

[5] https://www.randyhilliermpp.com/20201007_question

[6] https://www.istoedinheiro.com.br/trump-agradece-no-twitter-o-apoio-de-um-dos-maiores-adversarios-do-papa/